Autarca de Tondela reúne com juntas de freguesia do concelho

08.02.2018 |

O presidente da Câmara de Tondela, José António Jesus, reuniu ontem com os presidentes das juntas e uniões de freguesia do concelho, a quem deu a conhecer o número de processos que concorreram ao Programa de Apoio à Reconstrução de Habitação Permanente.

De acordo com uma nota da autarquia, “das 223 primeiras habitações atingidas nos incêndios de outubro do ano passado, foram entregues na Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDR-C) 174 processos, o que demostra que o Município de Tondela teve uma das melhores, ou mesmo a melhor, taxa de execução neste campo”.

De fora, adianta a mesma nota, “ficaram casos que tiveram outras soluções, nomeadamente com a ativação de seguros, mas também algumas situações que ficaram sem enquadramento, de acordo com a legislação que regulamenta a instrução dos processos, ora porque eram emigrantes com moradas fiscais no estrangeiro, ora porque eram idosos a residir em lares ou simplesmente porque não provaram que era habitação própria e permanente”.

“Dos 37 municípios com casas ardidas, Tondela vai ser o primeiro a lançar empreitada de reconstrução das habitações permanentes. Foi um trabalho árduo, profundo e bem-sucedido”, realçou José António Jesus.

O presidente da Câmara apontou ainda que nunca o Município de Tondela teve uma operação desta dimensão e grandeza.

A reunião serviu ainda para aludir ao Plano Nacional da Defesa da Floresta contra Incêndios e às medidas de gestão das faixas de combustíveis, sensibilizando os presidentes de juntas e uniões de freguesia para a necessidade de se garantirem perímetros envolventes às populações, bem como para auxiliarem os serviços dos GIPS e fiscalizações, na identificação de proprietários que não garantam a limpeza nos locais obrigatórios.