Deputado do PCP no Parlamento Europeu reúne com apicultores do Caramulo

06.06.2018 |

Esta quarta-feira, pelas 14 horas, Miguel Viegas, deputado do PCP no Parlamento Europeu, irá visitar, a pedido da Associação de Apicultores da Serra do Caramulo, áreas de eucaliptal, na zona, pulverizadas com o insecticida EPIK, cuja substância activa “causa efeitos nefastos no ambiente e afecta as proteínas do sistema nervoso das abelhas provocando a sua morte”.

Logo que alertado por membros da Associação de Apicultores da Serra do Caramulo sobre o uso deste insecticida nos eucaliptais que povoam toda aquela área, Miguel Viegas, que também é médico veterinário Perguntou à Comissão Europeia “como avalia este uso de um neonicotinoide quando a Agencia Europeia de Segurança Alimentar já se pronunciou sobre a toxicidade quer da acetamiprida quer do imidaclopride e quando o Parlamento Europeu e o Conselho já se pronunciaram contra o seu uso e que medida pensa tomar para banir estes produtos na UE. “

Os apicultores da Serra do Caramulo e de outras regiões do distrito de Viseu onde o insecticida está a ser utilizado nos eucaliptais (como Mortágua e S. Pedro do Sul), estão muito preocupados com o registo do “desaparecimento intenso de apiários, que atribuem à utilização nessas áreas do mencionado pesticida e vão lançar uma Petição Pública, reclamando a proibição imediata do seu uso e de outros com igual efeito”.

Dada a gravidade e actualidade do problema, o Grupo Parlamentar do PCP na Assembleia da República, vai questionar o Ministro da Agricultura Florestas e Desenvolvimento Rural, para que sejam tomadas medidas de proibição imediata das pulverizações de eucaliptais e do uso deste perigoso insecticida, reclamando, simultaneamente, apoio aos apicultores para reposição dos apiários e do rendimento perdidos.