Deputados do PSD acusam Governo de incúria no caso de descarrilamento de comboio

08.03.2018 |

Os deputados do PSD eleitos por Viseu consideram que o descarrilamento de um comboio na Linha da Beira Alta, em Mortágua, devido ao deslizamento de terras de um talude, é “mais uma demonstração da incúria do Governo”.

“É notória a ausência de iniciativa do Governo na realização de obras que previnam estes acidentes”, referem os deputados, em comunicado.

Na sua opinião, “foi assim nos incêndios de 2017, é assim na manutenção corrente do IP3, é assim nas funções sociais do Estado, como a saúde e a educação”.

“Estamos perante um Governo sem iniciativa, que se limita a reagir e refém da austeridade de esquerda”, acrescenta.

Segundo os deputados sociais-democratas, “sendo o deslizamento de terras uma consequência dos incêndios de 15 de outubro 2017, impunha-se que o Governo fosse tão diligente a cumprir com as suas obrigações como foi a exigir às câmaras municipais e aos cidadãos a limpeza de terrenos e faixas de gestão de combustível”.

“Este acidente é, portanto, o resultado do fracasso da estratégia do Governo para conter o défice”, sublinham, explicando que “as cativações não são inócuas, refletem-se no investimento público e, como se vê, têm um efeito muito negativo na vida dos portugueses”.

Os deputados referem que “é o que sucede nas Infraestruturas de Portugal, relativamente à ferrovia, onde não há recursos financeiros disponíveis para cumprir com a sua missão em matéria de manutenção das linhas e suas envolventes”.

Neste âmbito, os deputados do PSD estão preocupados se o Governo está “em condições de garantir que uma situação como esta não se repetirá”.

Os sociais-democratas querem também saber se “o Governo manteve o calendário previsto” pelo seu antecessor no que respeita às obras de modernização da Linha da Beira Alta.