Tondela acusa Belenenses de falta de solidariedade

18.10.2017 |

O Tondela considerou hoje que os mais altos responsáveis Belenenses revelaram falta de solidariedade, sensibilidade e bom senso ao não chegarem a acordo para o adiamento da partida de domingo, que vai decorrer num dos concelhos fustigados pelos incêndios.

Num comunicado emitido ao final da tarde, os ‘auriverdes’ informam que o jogo não será adiado e terá lugar às 16:00 de domingo, apesar do pedido de alteração de data ter encontrado “todo o acolhimento e sensibilidade” por parte da Liga Portuguesa de Futebol.

“Infelizmente, e apesar de todos os manifestos de solidariedade que as várias instituições do nosso futebol têm tido com o Tondela e com os tondelenses, o Belenenses recusou liminarmente adiar o encontro para datas que se encontram livres no calendário das duas sociedades, impondo-nos uma única proposta no mínimo afrontosa de realizar o encontro 48 horas depois [terça-feira]”, refere.

O Tondela considerou que se tratou de “uma desfeita”, que deixou os ‘auriverdes’ “estarrecidos com a falta de bom senso” dos responsáveis do Belenenses.

“Ainda se chegou a um princípio de acordo para que o jogo fosse realizado na segunda-feira seguinte, apenas 24 horas depois do horário original, mas dita a razão que tal não significa qualquer mudança face ao que se impunha e ao que nos parece razoável”, acrescenta.

Na sequência dos incêndios que assolaram todas as freguesias do concelho de Tondela, na madrugada da passada segunda-feira, o Tondela solicitou à Liga Portuguesa de Futebol o adiamento da receção ao Belenenses, da nona jornada, agendada para as 16:00 de domingo.

O Tondela sustentou o pedido de adiamento do jogo na má qualidade do ar, que afetou “de forma determinante os trabalhos da sua equipa profissional”.

“Entendemos também que toda a conjuntura de tragédia e drama social em que Tondela e o distrito de Viseu se viram mergulhados não preconiza que, num quadro desta magnitude, se realize um jogo de futebol, aquilo que todos devemos encarar como um espetáculo. Perderam-se vidas, casas, fábricas, oficinas, lojas, carros e o concelho está pintado de negro”, apontou.

O Tondela destaca ainda que a Associação de Futebol de Viseu cancelou a maioria dos jogos dos seus campeonatos distritais, não existindo “condições emocionais e morais para que aquilo que deveria ser uma festa se realize”.

“O nosso pedido encontrou da parte da Liga Portugal todo o acolhimento e sensibilidade, pelo que aquela entidade sempre se empenhou em dar resposta à nossa solicitação, pois desde logo ficou compadecida com aquilo que todos vivemos naquela noite de segunda-feira”, concluiu.