ADICES inicia classificação de 5 aldeias da região

12.07.2021 |

A ADICES – Associação de Desenvolvimento Local, sedeada em Santa Comba Dão, em parceria com os 5 municípios do seu território de intervenção, deu início ao processo de classificação a 5 aldeias para integrarem a rede de “Aldeias de Portugal”, projeto que tem amplitude nacional.

Essa classificação surge depois de um processo de monitorização que conta com a colaboração empenhada das autarquias locais dos municípios de Águeda, Carregal do Sal, Mortágua, Santa Comba Dão e Tondela, da ATA – Associação de Turismo de Aldeia.

As aldeias propostas para a classificação são Macinhata do Vouga em Águeda, Oliveira do Conde em Carregal do Sal, Marmeleira em Mortágua, Couto do Mosteiro em Santa Comba Dão e Jueus em Tondela.

Segundo um comunicado da ADICES, pretende-se classificar estas 5 aldeias enquanto zonas rurais com elevado potencial turístico, com forte atividade no setor primário, e que mantém uma vivência quotidiana pautada pela presença de pessoas e atividades permanentes na aldeia e áreas envolventes.

Este processo de classificação passa pela contratação da ATA – Associação de Turismo de Aldeia, que avalia os requisitos de cada aldeia, mas envolve também outras dinâmicas e que se caraterizam pela promoção da aldeia com base na sua identidade, a promoção e preservação das práticas e tradições culturais, a valorização dos recursos locais (património, artesanato, gastronomia, animação), reforçando o sentimento de pertença junto destas pequenas comunidades.

Paralelamente à classificação, nos próximos meses serão dinamizadas no seio destas aldeias diversas iniciativas de animação e promoção da Aldeia e dos seus produtos turísticos, baseados na genuinidade e nas experiências vividas na ruralidade do nosso território.

O projeto “Aldeias de Portugal” – Consolidação e Replicação Nacional tem, também, como missão, reforçar o tecido demográfico dessas localidades, promovendo-as e capacitando a sua comunidade, ao mesmo tempo que valoriza o património cultural e, assim, consolida a rede “Aldeias de Portugal” alargando a sua representatividade e visibilidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.