ADICES propõe-se criar “Carta Gastronómica da Região”

23.03.2021 |

A ADICES – Associação de Desenvolvimento Local, com sede em Santa Comba Dão, apresentou uma candidatura à CCDRC – Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (Autoridade de Gestão Centro 2020), enquadrada no Aviso de Concurso “Valorização do património identitário dos territórios no âmbito do desenvolvimento local de base comunitária”, visando a criação da “Carta Gastronómica da Região”.

De acordo com uma nota de imprensa da ADICES, a sua elaboração assenta em três eixos fundamentais: a recuperação e repositório através da criação de inventário das receitas tradicionais, ao mesmo tempo que identifica, cataloga e caracteriza os produtos tradicionais, levando à elaboração de fichas de identificação das receitas tradicionais; capacitação e divulgação das fichas de identificação do receituário junto de estabelecimentos de ensino e restaurantes a par da capacitação de recursos humanos na hotelaria, restauração e animação turística; criação de identidade gráfica e edição da carta gastronómica.

O projeto “Carta Gastronómica da Região” visa a construção de um instrumento de valorização do território através da conceção, produção e desenvolvimento de uma ferramenta determinante para a sua promoção, divulgação e consolidação junto das comunidades locais e público em geral, com envolvimento particular dos agentes locais de restauração, alojamento e animação turística.

Sendo a gastronomia muito mais do que um conjunto de receituários e produtos, a elaboração desta Carta Gastronómica “irá permitir aproximar a oferta existente às práticas identitárias locais, promovendo uma cozinha de autenticidade onde a história das receitas e produtos são assimiladas pelos agentes locais. Permitirá também, o aumento da visibilidade territorial e o fomento das dinâmicas económicas locais bem como, a valorização da gastronomia enquanto um ativo único e inigualável, que se assume como memória e pertença local que atraia visitantes e turistas ao território”.

“A concretização desta “Carta Gastronómica” será fundamental na planificação da estratégia turística já que irá permitir complementar os produtos e estratégias intermunicipais e regionais, bem como desenvolver iniciativas atrativas, inovadoras e diferenciadoras a partir dos recursos culturais e patrimoniais locais, ao mesmo tempo que capacita os agentes económicos do sector”, pode ainda ler-se no comunicado.

Este projeto teve em consideração os objetivos previstos na PI 9.10 que visam a dinamização, promoção e desenvolvimento do ativo patrimonial dos territórios de intervenção dos Grupos de Ação Local (GAL), no âmbito do instrumento DLBC, através da valorização dos elementos identitários e distintivos dos seus recursos patrimoniais culturais, enquanto instrumentos de diferenciação e competitividade dos territórios, designadamente enquanto referências locais de excelência que contribuam para alavancar a qualificação da oferta turística e para a atração de visitantes para os respetivos territórios.

A presente candidatura para além se se suportar na parceria estabelecida com os municípios de Águeda, Carregal do Sal, Mortágua, Santa Comba Dão e Tondela está alinhada com as estratégias das Comunidades das Comunidades Intermunicipais da Região de Aveiro, Região de Coimbra e Viseu Dão Lafões, contando ainda com a recomendação da Comissão Vitivinícola da Região do Dão, da Comissão Vinícola da Bairrada e da Federação Portuguesa das Confrarias Gastronómicas.

One Response to “ADICES propõe-se criar “Carta Gastronómica da Região”

  • Patrícia
    3 meses ago

    Eu gostaria que os policiais entrasse nos cafés pois tem clientes que anda sem máscara os donos pedem pra colocar mas ele não estão nem air.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.