Câmara de Tondela aprova orçamento de 40 ME que reforça pilar social

02.12.2020 |

A Câmara de Tondela aprovou hoje o orçamento para 2021, superior a 40 milhões de euros, que reforça o pilar social com o objetivo de apoiar famílias, microempresas e serviços que têm sentido dificuldades devido à covid-19.

“Este quadro de absoluta exceção leva-nos também a tomar medidas excecionais, com inegável impacto na vida dos tondelenses. É certo que aumentam as despesas com funções sociais, mas ficam bem claras as prioridades que assumimos”, justificou o presidente da Câmara de Tondela, José António Jesus (PSD).

Este orçamento, que tem mais quase seis milhões de euros do que o deste ano, foi aprovado com os votos a favor do PSD e os votos contra do PS.

Na opinião de José António Jesus, a devolução de 20% da coleta de IRS afeta às receitas do município “é um contributo indiscutível, solidário, de responsabilidade comunitária”. A esta medida junta-se a manutenção do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) na taxa mínima determinada pela lei.

Nas Grandes Opções do Plano para 2021 destacam-se os mais de 13 milhões de euros para as funções sociais, entre educação (3,4 milhões de euros), ação social (1,2 milhões de euros), saúde (perto de um milhão de euros), desporto (650 mil euros), cultura (230 mil euros de euros) e ambiente (2,3 milhões de euros).

Para as funções económicas, o orçamento hoje aprovado prevê mais de 12,7 milhões de euros e 4,3 milhões de euros para as funções gerais.

Segundo José António Jesus, entre os grandes investimentos previstos para 2021 estão a continuação da expansão das zonas industriais municipais, a conclusão da segunda fase das obras de requalificação da Escola Secundária de Tondela, a remoção de fibrocimento em três estabelecimentos escolares e a construção da nova Unidade de Saúde Familiar (USF) de Tondela.

“Manteremos também uma vincada determinação na área do Centro Tecnológico e áreas conexas de reabilitação, como é o caso da frente ribeirinha e os novos padrões de mobilidade suave, como são as ciclovias e vias pedonais, em Tondela e no Campo de Besteiros”, acrescentou.

No que respeita à área do ambiente, o autarca referiu que, depois da constituição da Associação de Intermunicipal de Águas Residuais, “estão reunidas as condições para se obterem financiamentos para o novo sistema Norte do concelho de Tondela, a requalificação da ETAR (Estação de Tratamento de Águas Residuais) de Tondela Sul/Molelos” e a conclusão do sistema de água e saneamento ao Caramulo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.