Cartaz de luxo num ano especial para a Feira de São Mateus

25.05.2017 |

O cartaz principal da edição 625 da Feira de S. Mateus, que se realiza de 11 de agosto a 17 de setembro, Viseu, integra 16 bandas e artistas e tem uma “marca forte da lusofonia”, anunciou a organização.
A Viseu Marca, entidade que organiza a Feira de S. Mateus, divulgou esta quarta-feira os cinco nomes que faltavam para completar o que considera ser “um cartaz de luxo para um ano especial”, nomeadamente Matias Damásio, Dengaz, Nelson Freitas, José Cid e Resistência.
Estes juntam-se a Seu Jorge, AGIR, Marco Paulo, Diogo Piçarra, Paula Fernandes, Pedro Abrunhosa, Áurea, Paulo de Carvalho, Cuca Roseta, HMB e David Carreira, que já tinham sido confirmados.
“Há estreias imperdíveis, de nomes que nunca pisaram o palco em Viseu, há grandes clássicos e há uma marca indelével da lusofonia”, frisou o gestor da Viseu Marca, Jorge Sobrado.
Segundo o responsável, houve uma aposta na “música cantada em português, mas em diferentes continentes”.
No “Ano oficial para visitar Viseu”, a organização quis apresentar para o verão “uma proposta renovada e mais atrativa” não só para residentes e turistas, mas também para quem vive na região, explicou.
Nesse âmbito, foram instituídos seis “domingos francos”, com entradas gratuitas, para a edição comemorativa dos 625 anos da feira.
“É um piscar de olhos ao público da região”, que privilegia visitar a feira ao domingo e, assim, o poderá fazer “em condições de especial acessibilidade”, justificou Jorge Sobrado.
Segundo o gestor da Viseu Marca, estes “domingos francos” foram uma resposta a um desafio lançado pelo presidente da Câmara de Viseu, Almeida Henriques, atendendo ao caráter histórico da Feira de S. Mateus, que é “a mais antiga feira franca viva da Península Ibérica”.
Jorge Sobrado realçou que a entrada livre ao domingo favorece os resultados da feira em termos de crescimento de público e também é vantajosa para quem nela faz negócios.
A mais de dois meses do início da feira, só cinco por cento dos espaços para comércio não estão atribuídos, embora já haja candidatos, acrescentou.
O presidente da Viseu Marca, João Cotta, sublinhou “o investimento elevado” que o município tem feito na modernização e requalificação” do recinto onde se realiza a feira, o Campo de Viriato, o que qualificou o evento.
“Havia pessoas que estavam desligadas da feira e retomaram essa ligação”, afirmou.