Covid-19: Município de Seia reforça programa

22.01.2021 |

O Município de Seia, no distrito da Guarda, lançou um programa de apoio para ajudar as empresas do concelho a “aliviar significativamente os seus encargos financeiros” devido às consequências da pandemia causada pela Covid-19, foi hoje anunciado.

Segundo a autarquia presidida por Carlos Filipe Camelo, “trata-se de um novo pacote financeiro, no valor global de 200 mil euros, que vem reforçar o Programa SeiaConsigo, destinado a apoiar os agentes económicos locais com quebras de faturação, em complemento aos incentivos de natureza financeira e fiscal anunciados pelo Governo”.

Com a medida, a autarquia volta “a aliar-se ao esforço dos empresários, criando condições e respetivos recursos para atenuar o abalo que se continua a fazer sentir na economia do concelho”.

“Sempre dissemos que o Município não deixaria de tomar as medidas necessárias, tendo em vista continuar a auxiliar as empresas e os trabalhadores, por forma a garantir que, passado o surto epidémico, o tecido económico local disponha de melhores condições de recuperar das profundas perdas sofridas”, refere o presidente da Câmara Municipal de Seia num comunicado.

Na sequência dos estímulos ao consumo local desenvolvidos em 2020, com destaque para o programa Compre(em)Seia (que permitiu injetar 75 mil euros na economia local) e o apoio ao arrendamento/prestação bancária de imóveis adstritos à atividade económica (num investimento de cerca de 40 mil euros), a autarquia vai agora “apoiar os agentes económicos locais que registaram quebras de faturação, abarcando todos os setores de atividade, com sede fiscal e/ou estabelecimento comercial no concelho de Seia”.

Segundo a fonte, o novo incentivo, que pode atingir um máximo de 350 euros por beneficiário, “será atribuído a fundo perdido, mediante a apresentação de candidatura, a empresas ou empresários em nome individual existentes no concelho de Seia, que tenham registado em 2019 um volume de negócios até 500.000 euros, e uma quebra de faturação maior ou igual a 15%, no período compreendido entre 01 de março e 30 de novembro de 2020”.

Os apoios serão atribuídos em dois escalões, sendo que o primeiro prevê um apoio único de 200 euros (para quebras de faturação entre 15 e 40%) e o segundo um apoio único no valor de 350 euros (para quebras de faturação superiores a 40%).

“A medida deixa de fora a banca e superfícies comerciais acima dos 700 m2 e abrange um único apoio por estabelecimento/empresário/empresa, consubstanciando um valor de 200 euros para quebras de faturação entre 15% e 40% inclusive, e de 350 euros para quebras de faturação superiores a 40%”, lê-se.

As candidaturas ao novo programa de apoio do município de Seia decorrem entre o dia de hoje e 15 de março e devem ser instruídas em formulário próprio, disponível no ‘site’ da autarquia (www.cm-seia.pt).

Foto: observador.pt

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.