Covid-19: Município de Viseu assegura transporte para vacinação

02.02.2021 |

A Câmara de Viseu anunciou hoje que vai garantir o transporte de pessoas que sejam notificadas para receber a vacina contra a Covid-19, em articulação com as Juntas de Freguesia.

O presidente da Câmara, Almeida Henriques, justificou esta medida – que será implementada no âmbito do programa municipal Viseu Ajuda – com a dimensão do concelho (507 quilómetros quadrados), a existência de 25 freguesias e o facto de, nesta fase, as vacinas se destinarem sobretudo às pessoas mais idosas.

“Estamos a implementar este serviço de apoio que visa criar condições para o transporte daqueles que não o possam fazer por meios próprios”, frisou.

O processo de vacinação, que se inicia nos próximos dias, decorrerá no Pavilhão Multiusos e abrangerá grupos prioritários da população.

“Tendo em conta todas as condicionantes, de imediato percebemos que é fundamental assegurar o transporte a quem não tenha condições para o fazer”, referiu Almeida Henriques.

Segundo o autarca, serão usados os diferentes meios ao dispor da Câmara, “como veículos dos bombeiros e das IPSS (instituições particulares de solidariedade social), entre outros, sempre em articulação com as Juntas de Freguesia”.

Quem for notificado para receber a vacinação e necessitar de transporte se deslocar até ao Pavilhão Multiusos terá apenas de ligar para a linha Viseu Ajuda (800 210 098) ou pedir ajuda à Junta de Freguesia.

No Pavilhão Multiusos está também a segunda estrutura de retaguarda instalada pela autarquia para dar apoio ao hospital e às IPSS.

“O local foi escolhido pela sua centralidade, condições criadas e facilidade de estacionamento e transporte. A complexa operação começa com os utentes da USF (Unidade de Saúde Familiar) Lusitana, que regista um número considerável de utentes entre os grupos prioritários e de freguesias rurais”, informa a autarquia.

A vacinação nos lares de Viseu está ainda em curso, tendo sido “administradas 2.221 doses em 27 instituições”. Os casos em que existiam surtos ativos ficaram para uma fase posterior.

A autarquia avança que, a partir do dia 08 deste mês, deverá iniciar-se a próxima fase, com a administração da segunda dose da vacina nas 27 instituições.

Foto: expresso.pt

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.