Lamego: duas escolas de vão ser requalificadas urgentemente

22.07.2022 |

Duas escolas do concelho de Lamego vão ser requalificadas urgentemente no âmbito do acordo estabelecido entre o Governo e a Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP) para a descentralização na área da educação, anunciou a autarquia.

O presidente da Câmara de Lamego, Francisco Lopes, avançou que tem a expectativa de que receberá cinco milhões de euros por escola – a Escola Básica e Secundária da Sé e a Escola Básica 2/3 de Lamego – com um financiamento “a 92,5%, nos mesmos moldes da obra de requalificação realizada na Escola Secundária Latino Coelho”.

“O nosso cronograma ideal seria executar os projetos até final de 2022 e lançar os concursos de empreitada no primeiro semestre de 2023, para início das obras nas férias e verão de 2023”, acrescentou.

Segundo o autarca, “tal implicaria o lançamento, pelo Governo, de aviso para candidatura aos fundos em outubro e aprovação de candidaturas até março de 2023”.

Os dois estabelecimentos de ensino estão classificados como urgentes no mapeamento que apresenta as escolas a intervencionar no país até 2030.

Francisco Lopes congratulou-se com o acordo alcançado entre os municípios e o Governo, que garante mais verbas para as autarquias avançarem com a requalificação e modernização do seu parque escolar.

“No programa eleitoral da minha candidatura, assumi como prioritárias a requalificação da Escola Básica e Secundária da Sé e da Escola Básica de Lamego, com o objetivo de colocá-las no mesmo patamar de excelência dos equipamentos escolares construídos e modernizados nos mandatos anteriores”, recordou.

No seu entender, o acordo final estabelecido entre o Governo e a ANMP é mais equilibrado do que as propostas anteriores, uma vez que garante mais financiamento para a manutenção de equipamentos e para as refeições escolares.

“Vamos, agora, voltar a fazer um grande esforço para continuar a apostar na formação e na qualificação das nossas crianças e dos nossos jovens, esperando que os montantes disponibilizados pelo Governo sejam adequados”, sublinhou.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.