Mangualde: Autarca visita obras da Linha da Beira Alta

31.10.2022 |

A convite da Infraestruturas de Portugal (IP), o Presidente da Câmara Municipal de Mangualde, Marco Almeida, visitou as obras de requalificação da linha da Beira Alta. O momento contou com a presença dos autarcas de Mangualde, Trancoso, Fornos de Algodres, Guarda, Gouveia, Pinhel e Celorico da Beira.

Marco Almeida, Presidente do Município Mangualde, salienta que «este é um investimento fulcral para o concelho de Mangualde, pois reforça o posicionamento estratégico do território e promove a mobilidade territorial».

A visita às obras de requalificação da linha da Beira Alta, que começou nos estaleiros Mota-Engil em Abrunhosa-a-Velha, levou a comitiva a visitar as obras no túnel de Mourilhe e a nova ponte do novo traçado ferroviário, na zona de Abrunhosa-a-Velha.

Esta obras de requalificação do corredor ferroviário, num total de 160 quilómetros, englobam um investimento de 500 milhões de euros.  A Infraestruturas de Portugal considera que estes trabalhos de modernização da linha revestem-se «de elevada importância, disponibilizando às empresas e passageiros um transporte ferroviário mais eficiente nas ligações ferroviárias inter-regionais bem como na ligação a Espanha e restante Europa».

A intervenção no terreno prevê a «melhoria das condições de mobilidade e acesso dos passageiros, através da remodelação das diversas estações e apeadeiros, incluindo o alteamento, alargamento e o prolongamento de plataformas». E, ainda, a «redução de tempos de percurso», o «reforço da segurança», o «aumento da capacidade de circulação de comboios» e a «requalificação e supressão de todas as passagens de nível». A Infraestruturas de Portugal vinca ainda que a infraestrutura ferroviária ficará «dotada com os mais modernos equipamentos de controlo, sinalização e telecomunicações», sendo também «ambientalmente mais sustentável».

One Response to “Mangualde: Autarca visita obras da Linha da Beira Alta

  • Almeida
    3 semanas ago

    As obras eram para estar concluídas até ao fim do ano de 2022, mas quando é que vão terminar?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.