Montenegro começa em Viseu a cumprir promessa de passar uma semana em cada distrito

09.09.2022 |

O presidente do PSD inicia na próxima segunda-feira em Viseu o programa “Sentir Portugal”, que o levará, ao longo dos próximos dois anos, a passar uma semana por mês em cada um dos distritos do país.

Numa conversa com a comunicação social de enquadramento da iniciativa, Luís Montenegro explicou que o périplo irá incluir deslocações à Madeira e aos Açores e também a algumas comunidades portuguesas na Europa e Fora da Europa, embora neste caso em moldes diferentes.

A promessa destas deslocações foi feita no discurso de encerramento do Congresso em que Montenegro foi confirmado como líder do PSD, em 01 de julho, e vai começar a ser concretizada a partir da próxima segunda-feira e até domingo no distrito de Viseu, numa iniciativa que o presidente do PSD considera inédita num líder partidário.

“O que me move é o desejo de restabelecer relações de proximidade, de intimidade com o país e com os eleitores e de compreender o contexto das preocupações, das causas das pessoas”, explicou.

No Congresso, Montenegro já tinha alertado que é o partido que tem de convencer as pessoas a voltarem a votar no PSD: “Não são os eleitores que estão errados”, disse, então.

Apesar de o PSD continuar a ser o maior partido da oposição, o novo líder alerta que a travessia fora do Governo nunca foi tão longa, com duas derrotas em legislativas abaixo dos 30% e derrotas em europeias e autárquicas.

Para que o contacto com a população seja ainda mais próximo, Montenegro optou por, na próxima semana, arrendar uma casa no centro de Viseu e espera conseguir ir às compras, ao mercado, cozinhar e até assistir a algum evento local – o programa assinala o domingo como “dia livre”.

O programa, que prevê presença nos 24 concelhos do distrito, nem sempre é exaustivo (varia entre duas e nove iniciativas diárias), de forma a permitir que, em alguns locais, o líder do PSD apenas passeie ou tome um café no centro das localidades.

No entanto, além de visitas mais descontraídas a feiras e mercados, não faltarão encontros institucionais, nomeadamente com o meio académico – vai assinalar a abertura do ano letivo na sexta-feira numa escola em Cinfães -, meio empresarial, uma visita ao Centro Hospitalar Tondela-Viseu, autarcas e até com os bispos das dioceses de Lamego e de Viseu.

Quanto à escolha de Viseu para arrancar esta volta pelo país, são várias as razões apontadas: a importância política do distrito para o PSD (já foi o ‘cavaquistão’, onde o partido tinha as maiores vitórias nacionais, mas nas últimas legislativas ficou atrás do PS), ser no centro do país, ter uma grande diversidade territorial e muitos autarcas sociais-democratas.

“Não é por acaso que o nosso coordenador autárquico estará na visita, aproveitaremos para fazer uma radiografia autárquica”, adiantou o líder do PSD.

No “Sentir Portugal em Viseu”, Luís Montenegro estará acompanhado pelo coordenador autárquico e presidente da distrital, Pedro Alves, e pelo secretário-geral adjunto Paulo Cavaleiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.