PJ detém suspeito de atear fogo no distrito de Viseu

13.09.2019 |

A Polícia Judiciária (PJ) deteve um adolescente de 17 anos, já com antecedentes criminais, por suspeita da prática de um crime de incêndio florestal em Penalva do Castelo e Mangualde, divulgou hoje a força de segurança.

“A Polícia Judiciária, através da diretoria do Centro, com a colaboração do Núcleo de Proteção Ambiental da GNR de Mangualde, deteve um adolescente, de 17 anos, pela presumível prática de um crime de incêndio florestal, ocorrido no dia 07 do corrente mês”, no distrito de Viseu, refere o comunicado.

Segundo a nota, o suspeito ateou um foco de incêndio numa zona florestal com pinheiros e mato, próximo de habitações e de um lar de idosos.

“Ardeu uma área florestal considerável” e o incêndio “teria proporções mais gravosas caso não tivesse havido uma rápida intervenção dos populares, elementos da junta de freguesia e bombeiros locais”, esclarece a polícia.

Segundo a PJ, em causa estará “um quadro de perturbação psicológica”.

“O suspeito já tinha antecedentes pelo mesmo tipo de crime, contudo, à data dos anteriores factos era inimputável em razão da idade”, refere.

O detido vai ser presente a primeiro interrogatório judicial, para aplicação das medidas de coação tidas por adequadas.

Foto: sol.sapo.pt