PJ deteve mulher suspeita de atear dois fogos em Mortágua

04.09.2019 |

A Polícia Judiciária (PJ) anunciou a detenção de uma mulher, de 47 anos, suspeita de ter ateado um incêndio florestal e outro urbano, numa freguesia do concelho de Mortágua.

Em comunicado, a PJ refere que, numa noite de agosto, a mulher, supostamente usando “chama direta, colocou um foco de incêndio em área urbana com mato e silvas, contígua à zona florestal povoada com eucaliptos e pinheiros”.

Numa madrugada de junho, também com uso de chama direta, terá provocado “um incêndio num barracão, na área urbana e próximo da zona florestal povoada com eucaliptos e pinheiros”, acrescenta.

Segundo a PJ, este último incêndio consumiu o que estava no interior do barracão (bens e animais), causando um prejuízo de 30 mil euros.

“A atuação da suspeita, além dos danos causados, colocou em perigo a integridade física e a vida de pessoas, bem como habitações e a grande mancha florestal, e teria proporções mais gravosas caso não tivesse havido uma rápida intervenção dos bombeiros”, acrescenta.

Para efetuar esta detenção, a PJ contou com a colaboração do Grupo de Trabalho para a Redução das Ignições em Espaço Rural, que funciona na dependência da secretaria de Estado da Valorização do Interior.