Presidente do Tondela pede mais apoio financeiro na festa dos 90 anos

08.06.2023 |

O presidente do Tondela, Gilberto Coimbra, admitiu ontem que “é preciso muito mais apoio financeiro” por parte de todos para que o clube possa apostar na formação e para regressar à I Liga de futebol.

“O Tondela sempre precisou de ajuda, mas agora vai precisar mais e, sendo possível, quer a nível empresarial, quer a nível das entidades como a Câmara [Municipal de Tondela], tudo e todos temos de nos reagrupar para irmos para a batalha e a batalha só se ganha com munições e aqui a munição também é dinheiro”, admitiu o presidente.

Gilberto Coimbra falava na cerimónia dos 90 anos do Tondela, 20 dos quais sob a sua liderança, e que contava na plateia com responsáveis locais, políticos e empresariais, dirigentes associativos e com o presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional, Pedro Proença.

O presidente do clube, e desde outubro de 2022 também presidente da SAD, altura em que recuperou as quotas vendidas ao grupo Hope em 2018, reconheceu que “há contas para pagar, há coisas que foram mal feitas e que é preciso recompor e para isso é preciso dinheiro”.

Pela frente, continuou Gilberto Coimbra, está ainda “o sonho de acabar a academia de formação” e “o regresso à I Liga de futebol”, onde chegou na época de 2016/17 e de onde ‘caiu’ em 2022, ano em que fez história ao chegar ao final da Taça de Portugal.

Como prenda pelos 90 anos, Gilberto Coimbra não escondeu que “era começar a época bem, contratar o melhor possível, não falhar nas contratações e, com isso, ter mais hipóteses de recuperar o mais rápido possível o lugar onde esteve”, a I Liga.

Um lugar que também o presidente da Liga de clubes, Pedro Proença, destacou para o Tondela, até no “processo de descentralização” do desporto rei que, no seu entender “está muito centralizado, quer na zona de Lisboa, quer na do Porto”.

“Ter clubes como o Tondela, que representam muito mais que um clube, representam uma comunidade, a relação com o associativismo, para nós é muito importante, para poder esticar o mapa de futebol em Portugal”, admitiu.

Depois de um discurso em que não poupou elogios ao presidente e a outros elementos que fazem parte da história do Tondela, Pedro Proença disse que “o Tondela tem o que de melhor os clubes têm: gente de trabalho, gente de força, gente com visão”.

“Por isso, estou certo que as pessoas que hoje lideram voltarão a fazer do Tondela um clube tão grande como o que esteve na I Liga. (…) Tem uma pessoa na sua liderança que fará do Tondela um grande clube”, destacou.

Neste sentido, disse que “o futebol vive dos seus modelos de organização e modelos empresariais e quem conhece Gilberto Coimbra sabe o que é que significa”, ou seja, “um grande empreendedor, com visão e uma pessoa muito capaz”.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.