Projeto “Raízes” vence concurso de ideias para Memorial dos incêndios em Tondela

06.07.2019 |

O projeto “Raízes” foi o vencedor do concurso de ideias para a criação de um memorial dos incêndios de 15 de outubro de 2017, lançado pela Câmara Municipal de Tondela, e apresentado ontem no Museu Terras de Besteiros.

“Tivemos cinco projetos a concurso, tendo sido escolhido o projeto ‘Raízes’, que tem como objetivo criar um espaço comunal de contemplação através do uso de símbolos sobre a renovação da vida, os ciclos da natureza e a superação da adversidade”, contou o vereador da Cultura.

Miguel Torres lembrou que este concurso foi lançado pela autarquia, em outubro de 2018, com o intuito de “instalar um marco simbólico que ilustre como a população reagiu aos fogos” de 15 de outubro de 2017, que provocaram a morte a 50 pessoas.

“Vai ser um memorial onde será perpetuado o nome das pessoas que perderam a vida nesta tragédia. No entanto, está também, de alguma forma, assente numa perspetiva de futuro, em vez de acentuar exclusivamente um momento particular do passado”, justificou.

O projeto “Raízes” é da autoria de dois alunos, Juana María Bravo e de Paulo Viel, da Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto, parceira do concurso, que recebem um prémio de dois mil euros para um monumento que “não deverá exceder os 50 mil euros” no total.

Na segunda posição, com um prémio de mil euros, ficou o projeto “Vácuo”, que, segundo o vereador, “visava emergir naquele lugar um parque com 45 cerejeiras bravas e um espaço concavo e irregular revestido de asfalto”.

Os projetos “ZigueZague”, “Renovo” e “Era uma árvore – silêncios da espera” receberam menções honrosas.

Segundo a autarquia, puderam concorrer ao concurso para o memorial projetos em equipa, sendo estas multidisciplinares, e “foram privilegiadas as propostas mais originais e com clareza visual”.