Santana Lopes escolhe Almeida Henriques para mandatário nacional

17.11.2017 |

O candidato à liderança do PSD Pedro Santana Lopes justifica a escolha do presidente da Câmara de Viseu como seu mandatário nacional como um símbolo da importância que dá ao interior e à coesão do território.
Santana destaca o currículo de Almeida Henriques como atual presidente da Câmara de Viseu e vice-presidente da Associação Nacional de Municípios, bem como a sua experiência governativa como antigo secretário de Estado Adjunto da Economia e Desenvolvimento Regional do Governo liderado por Passos Coelho.
O candidato salienta ainda o trabalho que Almeida Henriques desenvolve em Viseu, com relevância nas áreas económica, de inovação tecnológica e cultural.
Para Santana Lopes, a escolha deste mandatário nacional representa “um passo importante” no sentido da vitória que ambiciona ter nas diretas de 13 de janeiro.
Almeida Henriques assumiu, por sua vez, que ser mandatário nacional desta candidatura o “responsabiliza e emociona”, considerando que, nesta fase do partido, Pedro Santana Lopes “é claramente a pessoa melhor colocada” para ser uma alternativa ao atual Governo.
O autarca de Viseu destacou o percurso “extremamente rico” do antigo primeiro-ministro e defendeu que o PSD deve “estar grato a Pedro Santana Lopes” por estar disponível para se candidatar novamente à liderança do partido, destacando as afinidades que ambos têm na visão do território.
O PSD escolherá o seu próximo presidente em 13 de janeiro em eleições diretas, com Congresso em Lisboa entre 16 e 18 de fevereiro.
Até agora, anunciaram-se como candidatos à liderança do PSD o antigo presidente da Câmara do Porto Rui Rio e o antigo primeiro-ministro Pedro Santana Lopes.
O atual presidente do PSD, Pedro Passos Coelho, já disse que não se recandidata ao cargo que ocupa desde 2010.