Tondela: Volkswagen Kombi reforça coleção do Museu do Caramulo

22.11.2021 |

O Museu do Caramulo, no concelho de Tondela, viu a sua coleção permanente de automóveis reforçada pela Volkswagen Kombi (T2b) de 1975 que esteve ao serviço da companhia de seguros “A Mundial” na Base Militar Americana das Lages.

Denominada de Kombi, Samba, Microbus, Camper ou Bulli, dependendo do país importador, foi o segundo modelo produzido pela marca logo depois do famoso Type 1, mais conhecido como “Carocha”.

Este exemplar pertence à segunda geração do modelo lançado a 8 de Março de 1950, foi produzido a partir de 1967, terminando o seu ciclo de produção em 1979.

É seguramente o veículo comercial que mais tempo esteve em produção nas suas múltiplas configurações, tendo as últimas 1200 unidades a nível mundial sido produzidas recentemente no Brasil, no ano de 2013, pondo fim a um ciclo de 63 anos de história de produção industrial do modelo.

Com um motor traseiro refrigerado a ar e uma capacidade de carga standard de 960 kg, chegando aos 1000 kg de capacidade quando retirados os bancos traseiros, cumpria o seu desígnio de veículo capaz de desempenhar múltiplas funções, neste caso, o de ambulância, que esteve ao serviço da companhia de seguros “A Mundial” nos Açores.

Esta “pão-de-forma”, como também é conhecida no nosso país, foi adquirida em 1975 pela seguradora, no âmbito da apólice do seguro de acidentes de trabalho, dos cerca de dois mil trabalhadores civis ao serviço da Base Militar Americana das Lages, e tinha como função assegurar um eventual serviço de evacuação de feridos naquela unidade militar.

A aquisição deste veículo deveu-se à insistência de vários colaboradores do Posto de Socorros da Base, uma vez que na época, o Concelho da Praia da Vitória não estava equipado com ambulâncias, em nenhum dos seus sectores de apoio a vítimas, Saúde, Bombeiros nem Proteção Civil. A chegada deste veículo foi por isso, recebida com muito entusiasmo pela população, sendo a primeira ambulância equipada para o efeito no concelho da Praia da Vitória.

Com a modernização das vias de acesso e crescente aumento de recursos nos serviços de emergência na ilha, a utilização desta ambulância veio a tornar-se residual, tendo em Janeiro de 2003, por força do encerramento do Posto de Socorros da Base, sido transferida para o espólio da atual Companhia de Seguros Fidelidade em Lisboa, que a cedeu para que integrasse a coleção do Museu do Caramulo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.