Viseu: Orquestra comunitária com mais de cem pessoas dá concerto único no domingo

15.07.2022 |

Uma orquestra comunitária que junta mais de uma centena de pessoas dos territórios de Viseu Dão Lafões, orientada pelo maestro inglês Tim Steiner, dá domingo um concerto único, na Sé de Viseu.

Lançado pela Comunidade Intermunicipal (CIM) Viseu Dão Lafões, o projeto “Sete e Sete” junta participantes dos 10 aos 80 anos, amadores e profissionais, que, em comum, têm o gosto pela música e pelas tradições locais.

“Uma comunidade é, acima de tudo, uma união de pessoas de um território que partilham interesses e valores comuns. Com este espetáculo colaborativo, a CIM Viseu Dão Lafões pretende celebrar e reforçar ainda mais esse sentimento de pertença a uma região”, justificou o presidente da CIM, Fernando Ruas.

Segundo o também presidente da Câmara de Viseu, “o património histórico, a cultura e as tradições populares de Viseu Dão Lafões constituem um manancial riquíssimo e é precisamente essa riqueza que, através da programação cultural em rede”, a CIM está a promover.

Para este projeto, a CIM começou por auscultar os 14 municípios que a integram, tendo surgido “uma lista heterogénea de pessoas e coletivos interessados em participar, desde bandas filarmónicas, a ranchos folclóricos, coros e escolas de música, entre outros”.

Paralelamente, “abriu-se a oportunidade, através de uma ‘open call'”, de qualquer pessoa com vontade de integrar a iniciativa se inscrever, tendo mais de cem pessoas respondido positivamente ao apelo.

Depois de semanas de reuniões com os participantes nas várias localidades da região, dos ensaios iniciais, por grupos, e dos ensaios já com todos os integrantes, o resultado final do projeto será mostrado domingo.

“Será um momento de celebração cultural único para Viseu Dão Lafões. O material artístico aborda temáticas diversas, que surgiram nos ‘workshops’ realizadas com as comunidades participantes. As histórias, os anseios, o humor e o património imaterial da região, como um todo unido e coerente, são o fio condutor de todo o espetáculo”, explicou a CIM, em comunicado.

A orquestra é dirigida pelo maestro inglês Tim Steiner, um compositor vocacionado para as performances colaborativas, “com larga experiência no desenvolvimento de projetos criativos pela Europa”, acrescentou.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.